Marinha dos Estados Unidos

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Ambox important.svg
    Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
    • As fontes não cobrem todo o texto.
    • A tradução está abaixo da qualidade média aceitável.
    Marinha dos Estados Unidos
    Emblem of the United States Navy.png
    Emblema da Marinha dos Estados Unidos
    País Estados Unidos
    CorporaçãoForças Armadas dos Estados Unidos
    SubordinaçãoDepartamento de Defesa
    Departamento da Marinha
    DenominaçãoUnited States Navy
    SiglaUSN
    Criação1775
    Aniversários13 de Outubro
    CoresAzul e Dourado        
    História
    Guerras/batalhasGuerra da Independência dos Estados Unidos
    Quase-guerra
    Guerra anglo-americana de 1812
    Guerra Mexicano-Americana
    Guerra Civil dos Estados Unidos
    Guerra Hispano-Americana
    Primeira Guerra Mundial
    Segunda Guerra Mundial
    Guerra da Coreia
    Guerra do Vietnã
    Guerra do Golfo
    Operação Enduring Freedom
    Guerra do Iraque
    Logística
    Efetivo323 197 militares ativos
    108 515 da reserva
    Navios430
    Aeronaves+ 3 700
    Insígnias
    BandeiraFlag of the United States Navy (official specifications).svg
    JaqueNaval Jack of the United States.svg
    Comando
    Comandante SupremoPresidenteDonald Trump
    Chefe de Operações NavaisAlmirante John M. Richardson
    Sede
    Quartel GeneralO Pentágono
    Internethttp://www.navy.mil
    Uma pequena frota de navios da marinha americana liderados pelo porta-aviões USS Nimitz.

    A Marinha dos Estados Unidos (em inglêsUnited States Navy) é o ramo naval de guerra das Forças Armadas dos Estados Unidos, e uma das sete organizações militares norte-americanas. É considerada a maior e mais poderosa do mundo, com a sua frota de batalha sendo maior do que as seguintes treze maiores marinhas combinadas. A Marinha dos EUA também é a maior operadora de porta-aviões, com 11 em funcionamento e um em construção. O serviço ativo contava com 328.516 funcionários e 101.689 na reserva, em janeiro de 2011. Opera 286 navios em serviço ativo e mais de 3.700 aeronaves.

    Suas origens remontam à Marinha Continental, que foi criada durante a Guerra Revolucionária Americana e foi essencialmente dissolvida como uma entidade separada pouco depois. A Constituição dos Estados Unidos provém a base jurídica para uma força militar, dando ao Congresso o poder "para fornecer e manter uma marinha".

    Depredações contra os navios americanos por piratasbárbaros na costa do Mar Mediterrâneo, estimularam o Congresso a empregar este poder, implementando a Lei Naval de 1794 e ordenando a construção e treinamento da tripulação de seis fragatas. Estes navios foram utilizados para o combate a atividade pirata mais ao largo da costa da Berbéria. No século XX, a capacidade da marinha americana de se tornar uma marinha de águas azuis foi demonstrada pela turnê mundial de 1907-1909 da Great White Fleet.

    No século XXI, a Marinha dos Estados Unidos mantém uma presença global considerável, com operações navais em áreas como a Ásia Oriental, Mediterrâneo e Oriente Médio. É uma marinha de águas azuis, com a capacidade de projetar poder sobre as regiões litorâneas do mundo, engajar-se em áreas remotas em tempo de paz, e responder rapidamente a crises regionais, tornando-se um jogador ativo na política externa e de defesa americana.

    A Marinha é administrativamente gerida pelo Departamento da Marinha, que é dirigido por um Secretário Civil da Marinha. O Departamento da Marinha é em si uma divisão do Departamento de Defesa, que é chefiado pelo Secretário de Defesa. Tradicionalmente, o mais alto oficial graduado da Marinha é o Chefe de Operações Navais, um cargo ocupado atualmente pelo almirante John M. Richardson.

    Missão

    A missão da Marinha é manter, treinar e equipar as forças de combate em pronto-emprego, Naval capaz de vencer as guerras, impedindo a agressão e manter a liberdade dos mares.

    Definição da missão da Marinha dos Estados Unidos, a partir do Manual dos novos recrutas:

    A missão da Marinha dos Estados Unidos é proteger e defender o direito dos Estados Unidos e de nossos aliados, de mover-se livremente sobre os oceanos e proteger o país contra seus inimigos.

    A Marinha dos Estados Unidos serve como um ramo marítimo das Forças Armadas dos Estados Unidos. 10 U.S.C. § 5062 prescreve as três principais áreas de responsabilidade da USN:

    "A preparação das forças navais necessárias para a repressão eficaz da guerra""A manutenção da aviação naval, incluindo a aviação naval em terra, o transporte aéreo essencial para as operações navais e todas as armas e as técnicas aéreas envolvidas nas operações e atividades da Marinha""O desenvolvimento de aviões, armas, táticas, técnicas, organização, equipamento e de combate da Marinha e elementos do serviço".

    Os manuais de treinamento da Marinha dos EUA estabelecem a missão das forças armadas dos EUA, que são "preparar e conduzir operações de combate rápido e sustentado de apoio aos interesses nacionais". Como parte desse estabelecimento, as funções da Marinha dos EUA incluem o controle do mar, a projeção de poder e de dissuasão nuclear, além de fiscalização do "transporte marítimo".

    História

    Ver artigo principal: História da Marinha dos Estados Unidos

    Século XXI

    A Marinha dos Estados Unidos continua a ser um importante suporte aos interesses dos EUA no século XXI. Desde o fim da Guerra Fria, ela mudou seu foco de preparativos para guerra em larga escala com a União Soviética para operações especiais e missões de ataque em conflitos regionais. A Marinha participou da Operação Liberdade Duradoura, a Operação Liberdade do Iraque, e é um participante importante na guerra em curso contra o terror. O desenvolvimento continua em novos navios e sistemas de armas, incluindo os porta-aviões da classe Classe Gerald R. Ford e os navios de combate litorâneos (LCS). Devido ao seu tamanho, armas, tecnologia e capacidade de projetar força além da costa norte-americana, a atual Marinha continua a ser um trunfo poderoso para o comandante-em-chefe (o Presidente dos Estados Unidos).

    Organização

    Ver artigo principal: Organização da Marinha dos Estados Unidos

    A Marinha está sob a administração do Departamento da Marinha, sob a liderança civil do Secretário da Marinha (SECNAV). O oficial mais graduado é o Chefe de Operações Navais (CNO), um almirante de quatro estrelas que está imediatamente subordinado ao Secretário da Marinha. Ao mesmo tempo, o Chefe de Operações Navais é um dos Chefes de Estado Maior Conjunto, que é o segundo maior corpo deliberatório das forças armadas depois do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, embora apenas desempenhe um papel consultivo ao presidente e não nominalmente faz parte da cadeia de comando. O Secretário da Marinha e o Chefe de Operações Navais são responsáveis ​​pela organização, recrutamento, treinamento e equipamentos da Marinha, a fim de que esteja pronta para a operação sob a supervisão dos Comandos de Combatentes Unificados.

    Equipamentos

    Um caça F-18 saindo do porta-aviões USS John C. Stennis.
    Ver artigo principal: Equipamentos da Marinha dos Estados Unidos

    A Marinha dos Estados Unidos opera 430 navios, 3.700 aeronaves, 50.000 veículos, e possui 75.200 edifícios militares em 3.300.000 acres (13,400 km²).

    • Contratorpedeiros
    • Couraçados
    • Cruzadores
    • Dirigíveis
    • Fragatas
    • Porta-aviões
    • Submarinos

    Prémios

    A base desta página se encontra em Wikipédia. O texto está disponível pela licença CC BY-SA 4.0 license, Os dados mediáticos não textuais estão disponíveis sob as suas próprias licenças. Wikipedia® é uma marca comercial registrada da entidade Wikimedia Foundation, Inc. Este site não está afiliado com a Fundação Wikimedia (Wikimedia Foundation).
    Comunidade
    BrasilInfo